Varandas e Alpendres em tempos de Quarentena

Como costumo dizer nos meus workshop de decoração, as casas não terminam nas paredes para o exterior, as casas terminam quando não podemos dar mais um passo sem cair da varanda, ou quando encontramos o muro que dá por terminado o nosso terreno. Infelizmente, habituados a ter sol o ano inteiro, a maioria dos portugueses não dá valor nem aproveita as varandas, os terraços, nem os jardins.

Agora que estamos todos, e os que não estão deveriam de estar, de Quarentena tenho visto pelo instagram e os meus próprios vizinhos a usar as varandas como podem, uns levam Puffs, outros cadeiras, cada um leva o que pode para estar ao sol e na “rua” durante este tempo de quarentena. Gosto disso!!! 
Esta é aquela altura em que dispensamos o conforto do nossa lar em troca do conforto exterior, ar puro, sol , e tudo o que estamos a ser privados. Na cidade ou no campo qualquer varanda, marquise ou alpendre pode servir para o efeito, desde que esteja preparado para o efeito.

Para o fazer de forma simples basta:

1 – colocar duas cadeiras com uma mesa de apoio no centro onde se possa sentar a descansar e ter onde colocar um livro, revista ou algo com que se possa entreter caso não tenha uma paisagem de cortar a respiração.
Como não podem ir todos a correr comprar estas peças usem a mesa e a cadeira da cozinha, regra geral os materiais resistem melhor no exterior.

2 – pode colocar ou não um tapete por baixo, fica sempre mais conformavel para quem prefere estar descalço. Aquele tapete que está sempre a dizer que tem de trocar, é agora que vai chegar ao fim da sua vida, mas vai ser muito útil e vai agradecer ainda não o ter trocado.

3 – Almofadas decorativas dão sempre algum conforto às costas e deixam o ambiente decorado durante a nossa ausência. Podemos usar almofadas regulares ou com tecidos próprios para o exterior ficam protegidas caso haja uma ou outra noite mais húmida. Use as que estão em pior estado, assim tem a desculpa perfeita, quando tudo isto acabar, dar um look mais primaveril à sua sala.

4 – À medida que o sol se vai pondo começa a arrefecer e uma manta torna-se essencial que ao final da tarde os dias ainda são frescos.

5 – para refrescar sabe sempre bem uma água, para fugir à convencional que bebemos o dia inteiro prepare uma água aromatizada pela manhã ou de vespara com, hortelã, pepino e limão ou outra fruta.

6 – As plantas ajudam não só a decorar como a sentirmos – nos mais próximos da natureza, alegram o espaço e muitas emanam aromas agradáveis que nos ajudam a relaxar, sendo por isso indispensáveis.
Traga algumas que tem no interior a apanhar sol durante o dia.  

Se não tem uma varanda suficientemente larga para colocar tudo isto, ponha apenas as flores, coloque um cadeirão junto à janela com uma mesa de apoio, abra as portadas e usufrua do sol e do ar que vem de fora!

Gostava muito que depois desta experiência todos dessem mais valor às suas varandas/ marquises e as tivessem arranjadas o ano inteiro, de modo a estarem sempre preparadas para  poderem usufruir nos dias de sol. 

Um estudo de mercado concluiu que mais de 60% dos portugueses utilizam as varandas para colocar o estendal da roupa, o que para mim, que ao mudar de casa fiquei sem o meu terraço, é um acto criminoso!!! É óbvio que a roupa precisa secar em algum lado e pode lá ir durante umas horas e depois ser retirada, mas não é muito mais agradável aproveitar estes espaços para relaxar?

Spread the word. Share this post!